Meninas Malvadas e o mundo rosa no figurino

meninas-malvadas_poster

Meninas Malvadas segue a tradição do cinema para garotas adolescentes. A vida na escola, as panelinhas e o quão importante é seu lugar nessa idade. O filme, adaptado por de Tina Fey (<3), é para os anos 2000, o que As Patricinhas de Beverly Hills foi para os anos 90. Referência de comportamento, gírias e moda teen podemos ver como a figurinista  Mary Jane Fort criou uma estética inconfundível para as Plásticas com o figurino.

Cady (Lindsay Lohan)  é uma adolescente que chega na escola depois de só ter sido educada em casa. Logo de cara ela faz amizade com o pessoal estranho das Artes. Janis (Lizzy Caplan) e Damian (Daniel Franzese) não fazem parte de nenhum grupo importante  e  decidem ensinar para Cady como funciona a escola.Com a vantagem de ser a aluna nova e chamado atenção de Regina George (Rachel McAdams) ele se  infiltra no grupo das Plásticas, as garotas mais populares da escola,  para executar a vingança de Janis contra as Plásticas e destruir a estrutura social que impera na escola.  As Plásticas são comandadas por Regina, obviamente, a garota mais  (linda, loura e rica)  popular da escola.

"On Wednesdays we wear pink"

                                                    “On Wednesdays, we wear pink” 

As Plásticas não tem um fio de cabelo fora do lugar, unhas feitas, sempre impecáveis criando a aura de inatingível que todas as garotas tem que seguir. Essa necessidade de manter uma imagem perfeita remete aos anos 50, quando era esperado que as mulheres fossem extremamente femininas  e enfeitassem o ambiente.   O rosa é a cor mais importante no figurino do filme. É o rosa que representa a entrada de Cady no grupo, quanto mais Plástica, mas o rosa aparece naturalmente no seu figurino.

Como protagonista Cady faz o arco garota inteligente deslocada-transformada em ícone-queda-redenção.Esse arco é claramente definido pelo figurino. É possível ver o crescimento de seu lugar  apenas analisando suas roupas e cabelo/maquiagem. Ela começa priorizando seus estudos e  com roupas funcionais, cores neutras e discretas, estampa xadrez e o cabelo preso. Ela começa com a regra do rosa as quartas-feiras, tendo que usar uma pólo masculina de Damian, muito maior que ela, que evidencia como ela está deslocada. Mas ainda assim ela é aceita. Cada dia de escola é um esforço para não ser humilhada e entender como funciona o jogo de Regina. Quanto mais envolvida no plano de vingança, mais Cady começa a acreditar nas regras até se transformar por completo em uma Plástica. E ao chegar ao topo, e se perceber que não acreditava em nada daquilo ela começa a fazer o caminho de volta para ser quem era no começo.

cady_meninas malvadas

 

Regina George é claramente a vilã.  Rainha da escola ela controla todos com um sorriso no rosto e uma simpática crueldade, espalhando rumores. Admirada e odiada, Regina é o alvo a ser destruído pela vingança e já está no auge. Cabelo longo e louro (que era uma peruca), roupas justas, minissaias, rosa, mas com presença de preto ela é a representação de uma Barbie na vida real. O figurino dela se mantém com essas características pela maior parte do filme, mas também marca o declínio em aproximar Regina em quem era no começo. Assim que começa a engordar ela não consegue achar o vestido de formatura, usa casaco de matelassê que não deixa ver suas formas e coloca uma calça jeans, usa mais cores neutras e preto,  até chegar no fundo do poço quando é humilhada por quem ela costumava humilhar e não conseguir mais seguir suas próprias regras.

regina-downt

regina5_meninas-malvadas

                                  Esse moletom é só o que me cabe agora

Usando os estereótipos nas panelinhas e no figurino, o filme fala sobre feminismo o tempo todo , quando há 12 anos ninguém falava abertamente como hoje. Todas as garotas entendem completamente os efeitos do Burn Book e já esteve de um lado ou do outro. Tina conseguiu passar uma mensagem de como é fácil estar de um lado ou do outro e como é nocivo.  Já na conclusão, os figurinos ficam mais comuns e as garotas  aprenderam o equilíbrio e encontraram outras prioridades além da imagem .

Bônus:

Amy Poehler ( ❤ ) como mãe de Regina George, querendo ser a mãe cool e enturmada com as meninas e sendo uma péssima mãe .

amy_meninas malvadas

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s