A latinidade de Jane the virgin

5c7fbc217cf45c87d1a36fb1325aae30

Jane é uma jovem que estuda para ser professora e trabalha num hotel em Miami. Quando criança prometeu a sua avó se manter virgem até o casamento com apoio do noivo. A vida de Jane vira de pernas para o ar quando ela é inseminada artificialmente num procedimento destinado à outra mulher . 

Figurinista :Rachel Sage Kunin

Jane the virgin tem uma trama absurda e sabe como usar os exageros das telenovelas sem subestimar a inteligência de quem está assistindo. Para quem é acostumado a assistir novelas mexicanas é muito fácil aceitar o ritmo da série. Tem família, religião, a mocinha sonhadora com amor impossível, triângulo amoroso, a vilã clichê na cadeira de rodas e tapa olho, gente sendo empurrada da escada, sequestro e mortos que não estavam mortos.E pode acreditar que tudo isso só faz com que a série fique melhor. As situações cômicas/non sense fazem parte do charme e não são truques para disfarçar baixa qualidade de roteiro.

O figurino, criado por Rachel Sage Kunin, acerta ao criar para um núcleo que vive com sua herança venezuelana sem ser esteriotipado e transmite rapidamente a condição de financeira dos personagens. Às vezes, nem mesmo uma novela da Globo consegue transmitir esse nível de realidade ao público.
Umas das coisas que mais me chamou atenção na série e me fez procurar um pouco mais sobre o figurino é como Jane e sua mãe, Xiomara, são personagens fáceis de reconhecer no Brasil.

Jane-the-Virgin

É muito comum sair na rua e encontrar pessoas vestidas como elas. Roupas para ficar em casa, para ir à padaria, um vestido de melhor qualidade para um festa, a semijóia-dada-pela-vó como presente de batizado.Numa pesquisa rápida dá para achar as peças, no estilo fast fashion, que Jane usa como sendo da Anthropologie ou Amazon custando por volta de US$30, vestido de US$ 50, mas ainda seguindo as tendências a. Não é comprado num bazar de caridade mas também não há muito espaço para luxo. Algodão, malha, jeans, estampas casuais e vibrantes que conversam diretamente com a herança latina.

A família Villanueva representa, os imigrantes e seus descendentes vivendo, sonhando, trabalhando felizes e unidas mesmo diante de obstáculos. Elas são a representação de tantas famílias brasileiras que é quase ver na tela uma amiga, uma prima, uma vizinha. Essa identificação, com essas mulheres, é o coração da série e é o que conquista quem assiste.

jane-the-virgin

Enquanto existe um público que se identifica com a família Villanueva, o figurino de Petra, a vilã da República Tcheca, tem o distanciamento, a inspiração, a representação da riqueza. Petra ainda segue uma paleta litorânea, mas com rendas de melhor qualidade e blazers de alfaiataria, enquanto Jane usaria uma jaqueta jeans.

0fe0e430-58fe-0133-9e3d-0af7184f89fb
Quanto comparadas as diferenças fica ainda mais óbvio como a figurinista conseguiu definir a influência latina na identidade de Jane sem usar o combo escandalosa+roupa justa (Gloria!).

Ao definir o visual dos personagens Rachel se manteve focada no litorâneo Miami style, onde a trama acontece.As cores claras ajudam a valorizar a casualidade do estilo de vida dos personagens e da localização. Mesmo os homens, com trabalhos mais formais usam camisas ao invés de ternos e gravatas escuros.Estampas gráficas, florais, tons pastel e cores claras são comuns para os personagens.

4d5f6580252d466dc62cd80cb7928dec.png

Como o dinheiro é um divisor na história, Rachel Sage Kunin preferiu deixar para Petra e Rafael os mais uso de branco, tons pastel e cores frias, inclusive fazendo com que eles não contrastem com a decoração do hotel. Por outro lado, as Villanueva usam estampas mais ousadas, cores mais quentes, mais acessórios, um excesso que denota menos refinamento.

JTV-16.5

Essas escolhas acontecem na “vida real” dos personagens. Na série ainda existem momentos surreais e paralelos à história. As sequência de telenovela de Rogelio, pai de Jane ou os momentos de sonhos de Jane vão ainda mais além com exagero na cores,paetês, vestidos de gala e até fantasias.

A série ainda está na 2ª temporada já dá para perceber uma evolução do estilo dos personagens , assim como influência de Rafael e Petra no estilo de Jane.

A identidade cômica e leve da vida de Jane, a virgem fica mais forte ao ser valorizada por personagens vivem em cores ser dar muito espaço para o preto ou o cinza.
E manda mais plot-twists louco que tá pouco!

No brasil, é transmitida pelo Lifetime, quinta às 22h30

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s